01/05/2018

MARAVILHOSA APARIÇÃO DA CRUZ SACROSSANTA (2 de Maio)


Pelos anos de 1512 navegava o grande Afonso de Albuquerque com poderosa armada na volta daquele mar, a que a cor vermelha deu o nome, e ao entrar as portas do Estreito, neste dia, quando já começava a entrar a noite: eis que de repente se abre, ou imprime no Céu uma formosa Cruz de incomparável luzimento, e resplendor. Pasmaram os Portugueses à vista de um prodígio tão raro, e com singular alvoroço, e alegria, profundamente prostrados e rendidos, adoraram o glorioso sinal da nossa redenção, e o saudaram com salvas repetidas de todas as bocas de fogo, a cujo som marcial acompanhava o harmonioso das trombetas, e charamelas, e de outros instrumentos músicos. Durou toda a noite aquela Visão Celestial, e quase todo o dia seguinte: Representava ser a Cruz como de uma braça de altura, os braços, à proporção, uma nuvem branca a foi ocultando pouco a pouco aos olhos, deixando-a, porém, impressa nos corações. Não é alheio da piedade Católica conjecturarmos, que quis o Céu mostrar com este prodígio, que pelas armas, e conquistas daquele famoso Capitão, e de seus ilustres Sucessores seria conhecida, e venerada em todo o Oriente a Sacrossanta Cruz.

Sem comentários: