14/05/2018

FUNDAÇÃO DO HOSPITAL REAL DE TODOS O SANTOS DE LISBOA (15 de Maio)

O Suntuosíssimo Hospital de Lisboa, com o nome de todos os Santos, foi invento da piedade delRei Dom João II. Havia naquela Gram Cidade muitos Hospitais, em diferentes sítios, e para enfermidades diferentes. Mas pela maior parte se desencaminhavam as rendas, por andarem por muitas mãos, e não era fácil meter a caminho tanto número de administradores, costumados a tratarem mais de si, que da pobreza. Alcançou ElRei Breve para reduzir a um só todos os outros, e lhe escolheu lugar junto à famosa Praça, chamada do Rócio, e neste dia, ano de 1472 se lhe pôs a primeira pedra, e ElRei de sua mão lançou muitas moedas de ouro, e prata nos alicerces. Consta aquela insigne fábrica de um amplíssimo Templo com um pórtico para a praça do Rócio, que é obra tão maravilhosa em si, quão pouco advertida dos que cada dia a estão vendo. Tem um adro de vinte  e um degraus de mármores com três faces, também cousa singular, e majestosa. Serve-se a Igreja com bom número de Capelães, e moços do Coro, e nela se celebram os Ofícios Divinos com grande pompa, e perfeição. O corpo do Hospital consta de enfermarias para todo o género de enfermidades, onde os pobres são assistidos com tudo quanto lhe é necessário para suas curas sem reparo algum a trabalho, ou dispendio. Tem este Hospital hoje de renda em dinheiro, e em frutos, mais de cem mil cruzados.

[Nota do blogue: Dados do séc. XVIII.]

Sem comentários: