17/05/2018

CHEGA VASCO DA GAMA À ÍNDIA (18 de Maio)

No mesmo dia [18 de Maio], ano de 1498 avistou Vasco da Gama as Serras eminentes à Cidade de Calicut [Calecute], e lançou ferro no porto da mesma Cidade, Côrte do Zamorim, Rei ou Imperador do Malavar; havendo atravessado o grande Golo de setecentas léguas, desde a Costa de África, até aquela remotíssima região, a que propriamente chamamos Índia, situada entre os dois celebrados Rios Ganges, e Indo, a qual deste tomou o nome, cujos habitadores são os nossos Antípodas; e então foi, quando os Portugueses deram a conhecer  o Mundo ao Mundo,  o qual até ali não se conhecia inteiramente a si mesmo.  Então foi, quando fizeram patente, e comprovada uma verdade, que até ali se reputava ficção, então foi, quando lançaram ferro, onde não haviam achado fundo os homens mais sábios. Lactânio Firmano e Santo Agostinho, em muitos partes, negam haver Antípodas: São Gregório Nazianzeno, aprovando a opinião de Pindaro, famoso Poeta Grego, dizia, que não era navegável o Oceano além das Colunas de Hércules, que é o Estreito de Gibaltar. Aristóteles com a sua escola, afirmava, que a Zona tórrida não era habitável, e o mesmo diz Plínio, e Virgílio nas Georgicas, e no Livro sétimo das Eneidas, e Ovidio, no primeiro dos seus Metamorfózeos, e todos os que escreveram sobre esta matéria, foram do mesmo sentimento. Estava antigamente tão assentada esta opinião, que pelos anos de 925 foi preso em Roma Virgílio Bispo Celiburgense, por defender a contrário, e foi castigado com graves penas, e constrangido a dizer-se em público, chegou enfim, neste dia o famosíssimo Português Vasco da Gama com as proas dos seus navios aonde não haviam chegado homens tão grandes, nem ainda com a imaginação.

Sem comentários: